Dia Nacional de Prevenção e Combate à Hipertensão Arterial

A hipertensão
 
Também conhecida como pressão alta, trata-se da elevação da pressão arterial em nível igual ou superior a 14 por 9 (140mmHg X 90mmHg).
 
A doença está relacionada com a força que o sangue exerce contra as paredes das artérias para circular pelo corpo. O estreitamento das artérias faz com que o coração bombeie com maior intensidade para impulsionar o sangue e recebê-lo de volta.
 
Cerca de 25% da população brasileira adulta são hipertensos, chegando a mais de 50% após os 60 anos. A hipertensão atinge também 5% das crianças e adolescentes no país.
 
Fique atento
 
Normalmente, a hipertensão apresenta sintomas significativos somente em estágio avançado, com o aumento exagerado da pressão arterial.  No entanto, algumas pessoas podem sentir dores de cabeça e no peito com frequência, além de tonturas e outros sinais que alertam para a doença.
 
Embora seja uma doença bastante comum no país, o tratamento conduzido por médicos para o controle da pressão é imprescindível para evitar complicações, como infartos, AVC e insuficiência renal.
 
Cuide de você
 
Realize o acompanhamento da pressão regularmente.
 
Reduza o consumo de sal. Evite alimentos processados e ricos em sódio.
 
Consuma verduras, frutas, legumes, cereais integrais e laticínios com baixo de teor de gordura. Estes alimentos ajudam a manter uma alimentação balanceada, com sódio reduzido e rica em potássio, cálcio, magnésio e outros nutrientes importante no controle da pressão.
 
Não fume. O cigarro estreita o calibre das artérias, dificultando a circulação do sangue.
 
Pratique atividades físicas para manter o corpo e a mente saudáveis.
 
Respeite o horário dos medicamentos conforme prescrição e siga as orientações do seu médico.