Entenda o reajuste divulgado pela Agência Nacional de Saúde (ANS) - 2017

O índice divulgado pela ANS é o percentual máximo de reajuste direcionado aos planos individuais/familiares médico-hospitalares, contratados após o dia 1 de janeiro de 1999 ou adaptados à Lei nº 9.656/98.
 
1) Como a ANS calcula esse índice de reajuste?
 
A ANS avaliou o impacto econômico-financeiro na série histórica de despesas de planos de saúde
com cobertura médico-hospitalar decorrente de causas externas, entre eles as atualizações do Rol de Procedimentos e Eventos em Saúde da ANS.
O impacto dos novos procedimentos foi absorvido no índice máximo de reajuste da Agência divulgado este ano.
 
2) Qual é a relação do reajuste com o índice da Inflação?
 
O índice de reajuste divulgado pela ANS não é um índice de preços e, sim, um índice de valor. É
composto pela variação da frequência de utilização de serviços, da incorporação de novas tecnologias e pela variação dos custos de saúde.
 
3) A partir de quando o índice de reajuste da ANS pode ser aplicado?
 
O índice pode ser aplicado após a autorização da ANS para a operadora e a partir da data de aniversário do contrato, podendo ser aplicado aos contratos com aniversário entre maio de 2017 e abril de 2018.
 
4) Há outros reajustes que podem acontecer?
 
Sim, quando houver mudança na faixa etária do beneficiário e ele se enquadrar em uma nova faixa etária pré-definida em contrato. Outro ajuste poderá decorrer do aniversário do contrato, ou seja, o reajuste anual do plano ocorre a cada doze meses do contrato, conforme acordado em contrato.
 
5) Se coincidirem a mudança de faixa etária e o aniversário do plano, o beneficiário terá dois reajustes?
 
Sim. O reajuste por mudança de faixa etária e o reajuste em função do aniversário do plano podem acontecer no mesmo mês.
 
Veja como o reajuste será aplicado:
 
O índice máximo de reajuste autorizado pela ANS pode ser aplicado somente a partir da data de aniversário de cada contrato.
 
É permitida a cobrança de valor retroativo aos meses entre a aplicação e a data de aniversário.
 
Deverão constar claramente, no boleto de pagamento, o índice de reajuste aplicado – limitado ao autorizado pela ANS – o número do ofício de autorização da ANS, nome, código e número de registro do plano, bem como o mês previsto para aplicação do próximo reajuste anual.
 
A relação dos reajustes autorizados encontra-se na página da ANS na internet:
www.ans.gov.br.Entenda o reajuste divulgado pela Agência Nacional de Saúde (ANS):
 
O índice divulgado pela ANS é o percentual máximo de reajuste direcionado aos planos individuais/familiares médico-hospitalares, contratados após o dia 1 de janeiro de 1999 ou adaptados à Lei nº 9.656/98.
 
1) Como a ANS calcula esse índice de reajuste?
 
A ANS avaliou o impacto econômico-financeiro na série histórica de despesas de planos de saúde
com cobertura médico-hospitalar decorrente de causas externas, entre eles as atualizações do Rol de Procedimentos e Eventos em Saúde da ANS.
O impacto dos novos procedimentos foi absorvido no índice máximo de reajuste da Agência divulgado este ano.
 
2) Qual é a relação do reajuste com o índice da Inflação?
 
O índice de reajuste divulgado pela ANS não é um índice de preços e, sim, um índice de valor. É
composto pela variação da frequência de utilização de serviços, da incorporação de novas tecnologias e pela variação dos custos de saúde.
 
3) A partir de quando o índice de reajuste da ANS pode ser aplicado?
 
O índice pode ser aplicado após a autorização da ANS para a operadora e a partir da data de aniversário do contrato, podendo ser aplicado aos contratos com aniversário entre maio de 2017 e abril de 2018.
 
4) Há outros reajustes que podem acontecer?
 
Sim, quando houver mudança na faixa etária do beneficiário e ele se enquadrar em uma nova faixa etária pré-definida em contrato. Outro ajuste poderá decorrer do aniversário do contrato, ou seja, o reajuste anual do plano ocorre a cada doze meses do contrato, conforme acordado em contrato.
 
5) Se coincidirem a mudança de faixa etária e o aniversário do plano, o beneficiário terá dois reajustes?
 
Sim. O reajuste por mudança de faixa etária e o reajuste em função do aniversário do plano podem acontecer no mesmo mês.
 
Veja como o reajuste será aplicado:
 
O índice máximo de reajuste autorizado pela ANS pode ser aplicado somente a partir da data de aniversário de cada contrato.
 
É permitida a cobrança de valor retroativo aos meses entre a aplicação e a data de aniversário.
 
Deverão constar claramente, no boleto de pagamento, o índice de reajuste aplicado – limitado ao autorizado pela ANS – o número do ofício de autorização da ANS, nome, código e número de registro do plano, bem como o mês previsto para aplicação do próximo reajuste anual.



 
A relação dos reajustes autorizados encontra-se na página da ANS na internet: www.ans.gov.br.